Critica I 47 Ronin

47 Ronin47 Ronin: é um filme de 2013, no qual a história é baseada em uma lenda japonesa do ano de 1701. Ela conta a história de um grupo de samurais, 47 no caso, que foram forçados a se tornarem ronin (Samurai sem um senhor), pois seu senhor foi obrigado a cometer seppuku (ritual de suicidio japonesa) por ter agredido um alto funcionário do governo. Após este incidente os 47 ronins partem em busca de vingança contra seu mestre.

Kai, personagem interpretado por Keanu Reeves, é um mestiço, metade britânico e metade japônes, que é encontrado e criado por Lorde Asano, senhor de Ako. Apesar de ter excelentes habilidade para lutar e manusear uma espada, ele não é aceito e reconhecido pelos samurais, ele acaba por viver em uma cabana afastado do povoado.

Um ponto que aparece no filme, e não é relatado na lenda é o uso da fantasia. Aparece no filme uma feiticeira com suas magias, animais míticos, dragões e o povoado de Tengu, os detentores da espada mágica, que é usado por Keanu Reeves e os Ronins na batalha contra Lorde Kira.

Outro ponto, somente mostrado no filme, é romance proibido de Kai por Mika, filha de Lorde Asano, que se torna noiva de Lorde Kira, após a morte de seu pai. Com este possível matrimonio a vista, Reeves parte para luta juntos com os Ronins, para salvar Mika das garras de Lorde Kira.

O filme é bem interessante, mostra belas paisagens, ótimos figurinos, armaduras dos samurais e também passa uma grande lição de lealdade e honra, na qual os japonesas até os dias de hoje seguem.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *