O que rolou na Comic Con Experience!

Fala Galera, tudo bem com vocês?

Como todos já devem estar sabendo, neste final de semana(04/12 a 07/12) rolou a 1ª edição da Comic Con Experience (CCXP), o MAIOR evento de cultura POP da América Latina, realizado no Espaço Imigrantes na cidade de São Paulo – SP. Se você não teve a oportunidade de comparecer no evento, confira aqui uma entrevista que fizemos com o Ricardo Ribeiro, que esteve na CCXP.

A Hora do Filme: Olá Ricardo, tudo bem?

Ricardo: Sim, tudo bem.

AHDF: Então, conte pra gente, qual foi a primeira coisa que você pensou assim que chegou na CCXP?

Ricardo: Cara foi bem engraçado, mas só vinha na minha cabeça o bordão “Vai ser épico”.

AHDF: E a emoção, como foi?

Ricardo: Não da nem pra explicar a emoção, só de me lembrar eu ainda me arrepio todo. Mas é uma sensação muito boa, estava tudo muito fantástico.

AHDF: Você esteve presente em quais dias?

Ricardo: Na Sexta(05/12),Sábado(06/12) e no Domingo(07/12).

AHDF: E o que você achou do lugar, dos estandes, dos painéis?

Ricardo: Eu confesso que a CCXP superou todas as minhas expectativas, o evento foi extremamente bem organizado, era nítido que tudo aquilo foi preparado com bastante carinho, pensando no fã! Aliás foi um evento organizado por grandes fãs da cultura POP, acho que esse foi o grande diferencial deles.

O estandes estavam fantásticos, coisa de outro mundo mesmo. O espaço era bem grande, os corredores bem largos, e os estandes estavam dispostos de uma maneira bem bacana. Os melhores estandes com certeza eram os da Disney, que tinha coisas bem legais da Pixar e da Marvel, e o da Warner. O do Omelete também era bem legal, e ficava super lotado nos “meet and greet”.

Não tive oportunidade de assistir muitos painéis, por que o número de pessoas era limitado a 2 mil pessoas, e tinham cerca de 25 mil pessoas visitando o evento. As filas eram enormes, mas isso é Comic Con, tem que ter paciência de encarar a fila. Mas mesmo com muitas filas, estava tudo muito organizado. O auditório era extremamente confortável e o som impecável. Acho que os painéis só deixavam a desejar um pouco no quesito legendas. Tudo estava legendado, mas tinha momentos que não era possível entender as legendas.

AHDF: Dos painéis que você assitiu, qual foi o melhor?

Ricardo: É difícil eleger o melhor. Só posso dizer que o painel com Jason Momoa e o da Rebecca Mader foram bem legais. Mas eu posso dizer que me emocionei bastante quando o Érico Borgo na apresentação de um dos painéis gritou :”Vocês queriam uma Comic Con no Brasil? Isso aqui é Comic Con!”. Acho que naquele momento eu realmente me dei conta de aonde eu realmente estava.

AHDF: Jason Momoa, que legal, fale mais sobre ele.

Ricardo: O cara é gigante. Ele é muito grande. Ele foi bem amável com os fãs de GOT.

AHDF: Você falou do Meet and Greet, você conseguiu ir em algum?

Ricardo: Na verdade, para participar do Meet and Greet tem que se pagar uma taxa, alguns Meet and Greet eram gratuitos, como era o caso do pessoal do Omelete. Mas as filas eram tão gigantes, que eu me desanimei.

AHDF: Alimentação e compras? Como estavam dispostos isso lá na CCXP?

Ricardo: Mais uma vez, tudo bem organizado. Tinha milhares de opções de compras, mas muita coisa mesmo. Os preços estavam bem legais, mas ainda podiam levar qualquer um a falência se resolvesse comprar um item de cada estande.

Alimentação me surpreendeu, era de qualidade e barata, além de ter muitas opções. A praça de alimentação era sensacional e era possível encontrar mesas facilmente.

AHDF: E os ingressos? Como foi pra comprar?

Ricardo: Inicialmente eu comprei apenas para o domingo, mas meu primo acabou me vendendo os ingressos dele para os outros dias. Pra isso ele teve que entrar em contato com a CCXP e informar a venda.

As compras podiam ser feitas pela internet e na bilheteria. Pelo porte do evento e pela estrutura montada, eu achei o preço bem justo.

AHDF: Encontrou gente famosa por lá?

Ricardo: Apesar de muitos famosos, como por exemplo o Danilo Gentili, estarem circulando por lá de mascaras, eu consegui falar com o Rodrigo Lombardi e a Paty dos Reis, do programa Galo Frito.

AHDF: Não podemos deixar de falar de Cosplay.

Ricardo: Não existe Comic Con sem Cosplay. Tinha muito Cosplay legal. Tinha um Batman circulando pela feira toda, e a fantasia dele era muito igual, muito bem feita. Muita gente dedicada, com umas fantasias muito bem desenhadas e produzidas. Tinha uns Cospobres também (Risos), mas acho que o que vale é a intenção.

AHDF: No início da entrevista você disse que a primeira coisa que pensou quando chegou na CCXP foi “Vai ser épico”, agora eu te pergunto, “Foi épico”?

Ricardo: Sim foi épico! Aguardo ansiosamente pela próxima.

Gostaríamos de agradecer o Ricardo Ribeiro pela entrevista concedida, e dizer que a próxima CCXP já tem data marcada. A princípio e evento será realizado no mesmo local e será nos dias 3 a 6 de dezembro de 2015.

Aqui em baixo, você pode conferir algumas fotos que o Ricardo tirou na CCXP:

CCXP07.JPG CCXP01.JPG CCXP02.JPG CCXP06.JPG CCXP05.JPG CCXP03.JPG

CCXP08.JPG  CCXP09.JPG