Crítica | Truque de Mestre 2: O Segundo Ato

O primeiro filme fez tanto sucesso que a Lionsgate rapidamente anunciou a continuação (Truque de Mestre 2: O Segundo Ator) e ela já prevendo o sucesso da continuação já confirmou o terceiro longa da franquia antes mesmo do segundo chegar aos cinemas. Confuso né? Mas o mundo do cinema é assim. O filme fez sucesso já dão um jeito de emendar uma continuação mesmo que o filme não precise, não é o caso em Truque de Mestre que ao meu ver poderia tranquilamente ganhar uma continuação, como ganhou. Todavia, um terceiro filme apesar de terem deixado brechas no final deste segundo ato me pergunto se realmente precisava.

truque-de-mestre-2

Este filme começa voltando um pouco ao passado de Dylan Rhodes (Mark Ruffalo) para entendermos o motivo que ele queria tanto uma vingança sobre Thaddeus Bradley (Morgan Freeman) mesmo que a primeira vista muito de nós não entendamos o motivo claro. Esta vingança foi bem sucedida no primeiro filme, acontecimentos que marcaram a ida de Thaddeus a prisão. Após os acontecimentos do primeiro longa, os quatro cavaleiros ficaram, digamos, em stand-by, enquanto Rhodes o quinto cavaleiro continua trabalhando no FBI e tenta ainda com sua autoridade desviar o foco das investigações sobre os cavaleiros.

Os cavaleiros estão esperando uma chamada do Olho, uma espécie de clã de alta cúpula de mágicos a qual os cinco cavaleiros pertencem. Após eles receberem uma missão eles vão em busca de realiza-la mas algumas coisas dão errado, alguém desmascara os cavaleiros e traz de volta Jack Wilder (Dave Franco) a vida, Jack tinha forjado a morte no primeiro filme e Rhodes também é desmascarado como o quinto cavaleiro e perderá todo o seu comando dentro do FBI. Após estes acontecimentos que causam coisas inesperadas aos cavaleiros eles simplesmente vão parar em Macau e a partir daí toda trama é desenvolvida e desvendada.

Truque-de-mestre_2_02
O filme conta com boas doses de humor, suspense, drama, boas cenas de ilusionismo e o carisma dos personagens agrega muito ao filme. Para quem achou que Daniel Radcliffe interpretaria um mágico se enganou, ele faz Walter, filho postiço de Arthur Tressler (Michael Caine) e é Walter que dará a missão aos cavaleiros em Macau a troco de deixarem eles vivos. Entretanto, o plano de Walter e Arthur é maior que essa missão, eles querem vingança. Para quem não se lembra, os cavaleiros roubaram o dinheiro de Arthur e no melhor estilo Robin Hood doaram aos pobres, ficando Arthur numa situação difícil e desagradável.

O elenco ainda conta com: Jesse Einsenberg como Daniel Atlas, Jesse inclusive que estava com todos os tiques do seu outro personagem Lex Luthor e isso me incomodou bastante, Woody Harrelson reprisando Merritt McKiney, Woody deu vida também ao seu irmão gêmeo do mal Chase que trabalha para Walter e Arthur, Jay Chou interpretou Li e Lizzy Caplan substituiu a Isla Fisher que estava grávida durante as filmagens e não pôde participar deste longa, Isla viveu a Henley no primeiro filme e Lizzy Caplan viveu a Lola nesta continuação e foi uma boa adição ao elenco, bem humorada e com uma boa química com Dave Franco.

Truque-de-mestre_2_01

O motivo da saída de Henley da equipe dos cavaleiros foi explicado no decorrer do filme. Quem sabe Isla não traz de volta a sua personagem para o terceiro ato. Jon M. Chu (Ela Dança, Eu Danço 2 e 3) substituiu Louis Leterrier na direção desta continuação e Jon conseguiu manter o bom nível do filme e de direção. Ed Solomon continuou cuidando do roteiro. Lionsgate e Summit Entertainment produziram e Paris Filmes distribuiu o filme. Truque de Mestre 2 ficou orçado em 100 milhões de dólares, 25 milhões a mais que o seu antecessor. Entretanto, promete lucrar tanto quanto o primeiro.

Carlo Saleme Author

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *