Crítica – Animais Fantásticos e Onde Habitam

Como potterhead fanático, é uma alegria imensa ver este universo mágico voltando às telonas e será difícil fazer uma crítica imparcial, mas vou tentar. Após cinco longos anos sem nada do universo bruxo criado e desenvolvido por J.K. Rowling nos cinemas, vemos a magia voltar, e voltar muito bem diga-se. Nós fãs nunca perdemos a esperança de vermos este universo retornando, pois, sabíamos que era um universo extenso, vasto e cheio de histórias tão grandiosas quanto as de Harry Potter. Mas o tempo foi passando, passando e nada de anúncio, até que em 2013 veio o anúncio através a Warner juntamente com Rowling, Animais Fantásticos e Onde Habitam, que faz parte da franquia de Harry Potter, chegaria aos cinemas em 2016. No início o planejado era uma trilogia, até que em outubro deste ano foi anunciado em um evento que serão cinco filmes.
Quando este título foi escolhido, logo vimos que seria retratada a história do magizoologista Newt Scamander, aluno de Hogwarts e pertencente a casa de Lufa Lufa. Newt e o seu livro Animais Fantásticos e Onde Habitam, foi citado pela primeira vez em Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban. Neste livro os alunos de Hogwarts obtinham informações de criaturas mágicas, como cuidar, onde achar e perigos. Para desenvolver este livro Newt saiu pelo mundo estudando e catalogando estas criaturas. Achamos que a trama seria basicamente essa, mas aos poucos fomos descobrindo e sabendo que seria muito mais, e realmente dava pra ser. Hoje sabemos que a trama abordará a busca de Grindewald pelas Relíquias da Morte e também sua luta com Dumbledore. Mas não ficará só nisso, as teorias já estão ganhando forma e sempre esperamos mais de J.K. Rowling.
animaisfantasticos_banner
Animais Fantásticos começa com Newt chegando à Nova Iorque pela primeira vez e se depara com a comunidade bruxa sendo ameaçada por um movimento popular intitulado Sociedade Nova Salém, isso tudo por que acontecimentos estranhos e misteriosos estão perturbando os moradores, coisas quebram, racham, causando ferimentos e mortes, sem vestígio algum do que pode ser a causa. Logo de início em uma pequena confusão Newt e Jacob trocam suas maletas iguais e algumas criaturas mágicas fogem, os destinos acabam se cruzando entre Newt, Tina, Jacob e Queenie e eles vão em busca de capturar todas as criaturas e desvendar o mistério que está por trás dos acontecimentos pela cidade.
Se tratando deste primeiro filme, foi um deleite para os maiores fãs da franquia, que não devem ter ficado perdidos em nada, porém, o mais legal é que este é um filme também para pessoas que assistiram apenas alguns dos longas de Harry Potter ou até mesmo nenhum (Claro que alguns termos, nomes, podem causar confusão, mas fique tranquilo, se você não é íntimo do universo mágico, você irá pegar isso ao poucos). Animais Fantásticos não tem buracos, apenas elos de ligação para as continuações. Se você achou que tal história ficou com pouca explicação, não se preocupe pois teremos cinco filmes para sanar todas as dúvidas, afinal não é do feitio do universo Harry Potter deixar buracos e trechos sem explicação na história.
fantastic-beasts
Temos um roteiro muito conciso e bem estruturado pela autora J.K. Rowling, criadora do universo, mas também estreante em roteiros de cinema. Para um certo crítico, ela não é boa de trama, imagine se fosse né… David Yates diretor dos últimos quatro filmes de Harry Potter acerta a mão mais uma vez. Steve Kloves produtor também dos últimos quatro filmes de Harry Potter e David Heyman produtor da franquia desde o início conduzem magistralmente a produção do filme. James Newton Howard (Franquia Jogos Vorazes) entrega uma trilha sonora tão boa quanto a de Harry Potter. A fotografia do filme poderia ter sido melhor, levando em consideração a Nova Iorque da década de 20. Philippe Rousselot (Sherlock Holmes 1 e 2) foi o diretor de fotografia. Efeitos especiais e visuais estão muito bem feitos e um bom 3D foi entregue. O filme é produzido pela dupla – Heyday Filmes e Warner Bros – que estão juntas desde Harry Potter – e é distribuída pela Warner. Somente nas sessões de pré estreia exibida em apenas oito países, totalizando 5.070 salas arrecadou saudáveis seis milhões e 900 mil dólares, nas sessões de estreia o longa arrecadou 16 milhões e 600 mil dólares, totalizando 23 milhões e meio, desse montante o Brasil foi responsável por 1 milhão e 300 mil dólares. O filme será exibido em mais de 60 países e promete ser uma das maiores bilheterias do ano.
No elenco temos o quarteto de protagonistas, formado por: Eddie Redmayne, vencedor do Oscar de melhor ator pelo trabalho em A Teoria de Tudo. Eddie entrega um Newt Scamander do jeito que os fãs imaginaram, sensível, cuidadoso, amoroso com os animais e lidando melhor com as criaturas do que com os seres humanos, entrega mais uma vez um show de expressão no olhar. Katherine Waterston (Vicio Inerente) vivendo Porpentina Goldstein, uma ex aurora na MACUSA (Congresso Mágico dos Estados Unidos) que quer retomar o seu posto do qual foi rebaixada por um delito grave cometido. Alisson Sudol (estreante em longas) que faz Queenie Goldstein, irmã de Tina, tem o poder de ler mentes, é alegre, sonhadora e também trabalha na MACUSA. Fechando o quarteto temos Dan Fogler (Maldita Sorte e Escola de Idiotas) o no-maj, mais conhecido como trouxa; Dan brilha em seu personagem divertido, sempre se surpreendendo com o mundo bruxo, é o alívio cômico mas surpreende quando é exigido com expressões faciais e no olhar. Temos ainda: Colin Farrell (Vingador do Futuro) interpretando muito bem Percival Graves, um auror da MACUSA, personagem obscuro e misterioso; Ezra Miller (As Vantagens de Ser Invisível) dando vida a Credence, um rapaz órfão e que vive em uma família adotiva. suas irmãs adotivas Faith Wood-Blagrove (estreante) sendo Modesty e Jenn Murray (Juventudes Roubadas) interpretando Chastity e a mãe adotiva Samantha Morton (John Carter: Entre Dois Mundos) fazendo Mary Lou Barebone que comandava a organização “Os Segundos Salemianos”, que condenava e punia a prática de bruxaria. Jon Voight (Perdidos na Noite e Fogo Contra Fogo) interpreta Henry Shaw, dono de um jornal conceituado e pai do senador Henry Shaw Jr, interpretado por Josh Cowdery (Agentes da SHIELD); Carmen Ejogo (Selma – Uma Luta Pela Igualdade) interpretando a Presidente da MACUSA, Seraphina Picquery e, por fim, mas não menos importante, Johnny Depp (Edward – Mãos de Tesoura) como Gerardo Grindewald. Não vemos muito dele, logo não se pode avaliar muito, mas vamos torcer para ele deixar o ego de lado, não se colocar acima da franquia e entregar um Grindewald impecável.
Animais Fantásticos e Onde Habitam Capa
Temos um filme nostálgico para os fãs, já no primeiro momento com a logo da Warner mágica e Hedwigs Theme tocando ao fundo, algumas referências aos primeiros filmes da franquia, citação ao nome de Alvo Dumbledore, Hogwarts, feitiços já conhecidos, sobrenomes conhecidos. O objetivo principal do título do filme não é deixado de lado, vemos muitos animais que ainda não tinham sido apresentados nos filmes de Harry Potter e alguns deles vão virar xodós dos espectadores. Somos apresentados também a uma sociedade bruxa um pouco diferente, com regras como bruxos e no-majs não se misturam, não podem ser amigos e nem se relacionar amorosamente, uma comunidade que vive nas sombras e sem exposição alguma. Além disso todo o filme passa uma mensagem muito atual sobre cuidados e proteção aos animais, perseguição e intolerância religiosa, politica desrespeitosa, respeito ao próximo. Fãs enlouquecerão e os novos … fãs se tornarão. Este arco de cinco filmes promete muito. Se você é fã do universo corra para os cinemas, se conhece pouco ou nada deste universo é uma boa hora para começar a se interessar.
Voltamos, meus amigos.

Carlo Saleme Author

Comments

    Samuel Carvalho

    (November 25, 2016 - 8:50 pm)

    Adorei, esse filme trouxe de volta parte da infância de muitos que apreciam a HP … O artigo sobre AFOH foi perfeito.
    Todos os que gostam da saga HP deveriam ler… Parabéns

    Adriano FORTES

    (November 25, 2016 - 9:46 pm)

    Muito bom mesmo

    alexandre freitag

    (November 26, 2016 - 10:26 am)

    Obrigado pelo comentário.

    Com certeza é um filme para lembrarmos um pouco da saga Harry Potter!!

    alexandre freitag

    (November 26, 2016 - 10:26 am)

    Obrigado pelo comentário!!

    Realmente é um filme muito bom

    Julieta Souza

    (October 2, 2017 - 1:43 pm)

    Eu gostei de sua crítica. Muito boa. Na minha opinião, este foi um dos melhores filmes de fantasia que foi lançado o ano passado. O ritmo é bom e consegue nos prender desde o princípio. O filme animais fantasticos foi uma surpresa para mim, já que foi uma historia de fantasia muito criativa que usou elementos inovadores. Também teve protagonistas sólidos e um roteiro diferente. Muito bom. Acho que Eddie Redmayne foi uma parte importante do excelente sucesso comercial do filme. Realmente o recomendo.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *